MUDANÇA:POR QUE É TÃO DIFÍCIL MUDAR?

COMPARTILHE ESSE ARTIGO

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
descricao

Este tema é muito apropriado para nossa época, uma vez que estamos vivenciando cada vez mais mudanças drásticas e rápidas em todas as relações: no país, entre países, na tecnologia, entre as pessoas, na forma de ver e viver o mundo, etc.

Vivemos rodeados de mudanças por todos os lados, o tempo todo e mesmo assim, ainda temos muito medo de mudar. Resistimos às mudanças bravamente.

Então vem a pergunta:

– Porque temos tanto medo de mudar, se as mudanças acontecem, em um determinado momento, queiramos ou não?

Vejamos: o medo por si só não é o responsável pela nossa resistência à mudança, o problema está na atitude paralisante diante do medo. Paralisamos quando, por algum motivo, algo novo, diferente, que não conhecemos nos tira de nossa zona de conforto, de nosso porto seguro e nos leva a um enfrentamento. Quanto mais importante for para nós aquilo que está sendo mudado, menos temos vontade de abrir mão dele. Esse é um comportamento normal e natural de todos nós, o problema está em continuar com ele por muito tempo.

A paralisia, a teimosia, a imobilidade nos traz limitação, nos deixa angustiados, presos ao medo de fracassar, de errar, de perder-se no caminho, de sofrer entre tantos outros. Ficamos parados à margem do caminho, focalizando nossos conflitos, dificuldades e problemas, deixando a vida girar em torno deles. Colocamos nossos dilemas como peças centrais e, quando essas forças conflitantes começam a nos ameaçar, sentimo-nos apavorados.Criamos mais obstáculos que nos impedem de avançar.

O resultado: o enfraquecimento e a perda de poder sobre a sua vida!
Ou seja, contnuar parado esperando que as coisas sejam as mesmas ou voltem a ser o que eram, faz com que você perca as rédeas do seu destino.

Do contrário, a mudança por sua vez, traz um desconforto momentâneo, desestruturante, intranqüiliza, mas ao mesmo tempo, nos faz evoluir, torna-nos mais criativos. A cada situação de mudança, oportuniza-se crescimento, aprendizado, possibilidade de validar ou não determinadas crenças e conceitos, de encontrar novos caminhos e soluções criativas.

É preciso lembrar que tudo no universo segue um ciclo: de nascimento, crescimento e morte. Isso quer dizer que tudo, de forma geral, segue este ciclo de renovação inerente da natureza. Deixar-se renovar é seguir o ciclo natural da vida, é abrir-se para o novo.

Assim, ao invés de resistir às mudanças, procure identificá-las com antecedência e beneficiar-se delas. Lembre-se, as coisas ignoradas geram mais medo do que as conhecidas!

O vídeo abaixo “Quem Mexeu no Meu Queijo”, de Spencer Johnsons, fala sobre as possibilidades de mudanças de maneira divertida e enfatiza a capacidade que temos, dentro de nós, para vencer tal desafio. Mostra-nos de que cada pessoa é responsável pelas suas escolhas, sucessos e insucessos.

Ele expressa esse dilema humano, através de uma parábola, onde dois ratinhos (Sniff e Scurry) e dois homenzinhos (Hen e Haw) vivem dentro de um labirinto e precisam enfrentar o seu medo para encontrar aquilo que mais almejam, no caso deles, o queijo. E para isso precisam sair de sua zona de conforto…

Quem Mexeu no Meu Queijo parte 1

Quem Mexeu no meu Queijo parte 2

Vejamos qual personagem você mais se identifica:

1) Hem, que não aceita as mudanças, resistindo a elas, pensando que algo pior pode acontecer ou;

2) Haw, que adapta-se em tempo a nova realidade e acredita que as mudanças podem levar a algo melhor.

SÔNIA DANIEL

SÔNIA DANIEL

É Educadora, Terapeuta Holística há mais de 19 anos, Consultora em Feng Shui, Palestrante e Orientadora nos Cursos de Radiestesia e Radiônica, Florais de Bach, Minas e Saint Germain, Tarô, Feng Shui e Baralho Cigano.

Comments (14)

  1. Querida Sônia,

    Realmente a mudança é um evento que nos deixa sempre com receios, porém estamos num momento planetário onde estamos sendo direcionados onde é necessária a nossa energia(e é o que ocorre com você e seu esposo). Somos centelhas divinas que temos o compromisso pessoal como Anjos Humanos de levar nossa Luz, Conhecimentos, Alegria, e tantas outras formas de energia co-criativa aos ambientes que estaremos frequentando.
    Estou muito feliz de tê-la fazendo parte da energia de mudança que distribuimos em um local tão “discriminado” “o Centro do RJ”,onde todos torcem o nariz dizendo: “nossa é muito tumulto”, “muita confusão”, “a energia da cidade é horrível”, enfim é por isso que estamos aqui. Para equilibrar estas energias! Beijos Trinos Iluminados. Rosângela

    1. É verdade Ro….para muitos o centro do Rio é isso mesmo….mas pra mim é um oasis…..aquela mistura do velho e do novo é de uma beleza….. o tumulto fazendo tudo funcionar….Sem contar que foi ali que iniciei o meu trabalho no Rio, com a sua ajuda e a confiança de tantos outros “Anjos Humanos”. Super beijos e obrigada pela oportunidade. Sônia

    1. Dear
      Thank him for his comment and I’m glad you enjoyed the articles. Certainly we will share new articles soon. Hugs and thank you for sharing it with your friends.
      Sonia Parucker

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *